Como cuidar de seus óleos essenciais e como saber se eles oxidaram

Determinar a validade de óleos essenciais é algo que pode ser muito complicado. Isso porque a qualidade de qualquer produto que temos em casa vai depender, além da data de validade, da forma como são conservados. Vem pra cá entender como identificar se seu óleo essencial está oxidado e alguns fatores que influenciam a qualidade dos produtos.

Os óleos essenciais são substâncias que podem durar por longos períodos quando são armazenados de forma adequada, pois suas moléculas de ação, quase sempre antioxidante e antisséptica, podem garantir a preservação de sua qualidade. No entanto, armazená-los de forma incorreta pode fazer com que eles estraguem muito antes do previsto na data de validade. Assim, siga nossas dicas para garantir a qualidade de seu produto por mais tempo.

Luz do sol

A luz do sol é um dos fatores importantes que precisamos evitar se quisermos manter nossos óleos essenciais seguros. A sua exposição ao sol pode gerar alteração da composição molecular, modificando as propriedades do produto. É por isso que todo óleo essencial vem embalado em vidro âmbar. Além desse vidro evitar corrosão da embalagem, o fato de ser escuro garante proteção contra os raios de luz que podem estragar os óleos essenciais.

Veja também: O que são óleos essenciais fotossensibilizantes ou fototóxicos

Calor

Outro fator importante a se atentar é em relação ao calor. A mudança frequente de temperatura, principalmente o aquecimento frequente, também pode causar degradação dos componentes do óleo essencial. Quando o aquecemos fora do vidro, ele volatiliza antes de alcançar temperaturas altas, mas dentro do vidro ele não consegue escapar de mudanças químicas que podem ser bastante indesejadas. Inclusive, em épocas demasiadamente quentes, recomendamos que armazene seus óleos essenciais em um local com refrigeração.

Exposição ao ar

Um último fator necessário de se levar em consideração, é a exposição ao ar. O contato com o ar leva à oxidação dos componentes químicos dos óleos essenciais, podendo alterar sua composição, gerando novos compostos que podem ser negativos para o uso, principalmente em contato com a pele. Por isso, evite deixar o vidro de óleo essencial aberto por mais tempo que o necessário para pingar algumas gotas que serão utilizadas. Assim, você irá garantir a qualidade do produto a ser usado e a sua segurança.

Como saber se seu OE oxidou?

Você pode estar se perguntando como saber se seus óleos essenciais estragaram por má conservação. Primeiro observe se houve mudança de cheiro, cor ou aparência do óleo essencial. Se houver resíduos no fundo do vidro (com exceção de alguns óleos que solidificam em baixas temperaturas), ou ele parecer turvo, com a cor alterada do comum para aquele óleo ou com um aroma diferente de quando você o adquiriu, possivelmente ele pode ter oxidado.

Outros sinais comuns são: sentir a tampa do vidro com uma sensação de estar grudando nos dedos ou a mudança da textura do óleo essencial. Esteja sempre atendo e garanta que estará usando um produto ainda com qualidade para o bem-estar de sua família. E lembre-se: não recomendamos o uso de produtos fora do prazo de validade. Segurança sempre em primeiro lugar!

Acompanhe nossas redes sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: