Como os óleos essenciais influenciam as emoções?

Você já se perguntou como os óleos essenciais influenciam as emoções humanas? Sim, esses compostos naturais são capazes de atuar no nosso corpo e nas nossas emoções de forma intensa e benéfica por via física, psicológica e também emocional. São muitos os benefícios psicoemocionais trazidos pelos óleos essenciais, vem saber mais sobre esse assunto!

Sistema límbico e os óleos essenciais

Primeiramente, a aromaterapia é um tipo de fitoterapia em que utilizamos os aromas para estimular ou atenuar diversas questões físicas e emocionais, dependendo das características e propriedades do óleo essencial usado. Dentre suas muitas funções, os óleos essenciais influenciam o sistema límbico – que é uma parte do cérebro responsável pelas nossas emoções, além de influenciar profundamente na memória e na capacidade de aprendizagem.

Nesse sentido, o olfato está diretamente conectado com as nossas emoções. Isso possibilita a ação dos óleos essenciais sobre o campo emocional através da inalação das moléculas presentes nos óleos. Afinal, quem nos acompanha aqui no blog já sabe como a nossa memória olfativa é poderosa!

A ação emocional dos óleos essenciais

De toda forma, a ação dos óleos essenciais é especialmente rápida em nosso organismo pela inalação. Quando inalados de forma adequada, levam poucos segundos para chegarem em nosso cérebro, logo após atingem nossa corrente sanguínea. Assim, em pouco tempo as moléculas estarão presentes em todo o nosso corpo.

O que acontece quando inalamos óleo essencial?

Durante a inalação dos óleos essenciais, eles entram pelas narinas e chegam até os receptores olfativos, conectados no bulbo olfativo. As informações trazidas por estes compostos são levadas diretamente até o nosso cérebro. Logo, essas informações sensoriais chegam rapidamente ao sistema límbico que além de controlar as respostas e impulsos emocionais, também é responsável pela memória.

Já reparou como alguns cheiros ativam rapidamente nossas memórias e que essas podem promover mudanças emocionais? Como sentir o cheiro de uma pessoa querida, ou algum cheiro que estava presente em uma situação traumática – o que pode nos deixar desconfortável ou até enojados.

Além disso, as informações bioquímicas dos óleos essenciais também passam pelo neocórtex e são enviadas para o hipotálamo, a região do cérebro que controla o sistema nervoso autônomo. Sendo este responsável pelo funcionamento visceral do nosso corpo: respiração, digestão, circulação sanguínea e controle de temperatura, etc. Além disso, influencia inclusive nas respostas físicas que nosso corpo manifesta como oriundas de emoções, como taquicardia em casos de ansiedade, tranquilização da respiração durante uma crise de pânico, entre outros.

Quer mais exemplos? Confira algumas pesquisas sobre a ação emocional dos óleos essenciais:

Ademais, as informações neuroquímicas influenciadas pelos óleos essenciais também são capazes de atingir e promover mudanças no funcionamento da glândula pituitária, responsável pelo controle das glândulas hormonais do nosso corpo. Além disso, também são corresponsáveis por diversos aspectos emocionais que vivenciamos. Um exemplo desta influência é a vivência de alterações emocionais em quadro de alteração da tireoide ou de mudanças nos hormônios reprodutores, como ocorre na menopausa ou durante o período de TPM.

Enfim, os óleos essenciais são utilizados há muitos anos em diversas culturas e seus efeitos emocionais foram observados de diferentes formas em todos esses contextos. Mas, além dos usos tradicionais, a própria ciência tem investigado o uso da aromaterapia sobre as emoções.


Quer comprar óleos essenciais naturais? Confira as promoções do site!

Acompanhe nossas redes sociais:

Deixe uma resposta

Powered by WordPress.com. por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: